domingo, 18 de março de 2012

Maria Gadú: Simplicidade e elegância.


Neste último sábado, 17, a cantora Maria Gadú deu início a sua nova turnê de lançamento do seu mais recente álbum, intitulada “Tour Mais Uma Página”. A capital baiana, Salvador, foi escolhida para abrir essa série de espetáculos que rodará não só o Brasil, mas o exterior também.

Logo no início do show o público pôde conferir uma bela abertura com um vídeo sendo exibido numa projeção com Gadú cantando ao fundo, acompanhada de tambores e até berimbau.

Após a abertura a cantora começa a cantar “Reis”, música de sua autoria junto com sua amiga, cantora, Ana Carolina e Chiara Civello.

Ao final da música Gadú foi surpreendida por um erro técnico da própria produção, na qual a tela de tecido que cobria toda a frente do palco de cima até em baixo, não pôde ser suspensa por algum problema. Educadamente, como sempre, ela pediu desculpas ao público, que não a julgou. Passado uns 2 minutos da produção tentando concertar o erro e suspender a tela, Gadú mostra sua indignação pedindo para que agilizassem o processo. “Pessoal, agiliza aí. Eu estou na Bahia, eu quero ver o povo.” – Ela disse.

Segundos após, finalmente conseguiram suspender a tela e Gadú pôde enfim cumprimentar seu público que a ovacionou. Neste instante ela começou a cantar a composição de seu amigo Dani Black, “Linha Tênue”, levando todos ao delírio.

O repertório foi a caráter de seu novo álbum, passando pelas canções “No Pé do Vento”, “Long Long Time”, “Extranjero”, “Quem?”, entre outras.

Na performance de “Axé Acappella” foi exibido, pela primeira vez, o que pode-se dizer um vídeo clipe da canção, tendo como cenário “lixões ou espaços a céu aberto”, mostrando pessoas trabalhando no local. Ela cantava ao fundo.

Sempre que era aplaudida ela agradecia, e após mais ou menos 1h20 de show ela se despede agradecendo ao público e pedindo desculpa pelo ocorrido início, então ela e a banda saem do palco. Todos ficaram na expectativa de que o show não terminasse naquele momento, então sobre os gritos de “Volta!”, seu baterista Cesinha retorna ao palco fazendo um belíssimo solo, logo após os outros músicos retornam também, um por um, criando um belíssimo instrumental. Então aparece ela, Gadú, cantando a canção “Laranja”. Foram mais 3 músicas até que o show acabace realmente. Ao final ela e os amigos da banda foram para frente do palco para agradecer a todos.

Um comentário:

  1. Meus amores, sou hiper, mega, super fã da Maria Gadú e acompanho esta página sempre. Parabéns pela dinâmica! Mas, fiquem atentos para alguns equívocos ortográficos tá? Não é legal... Bjocas

    ResponderExcluir